O que o mercado espera de um Analista de BI?

Com a emergência de novas tecnologias nos últimos anos, cada vez mais novas profissões estão surgindo. O analista de BI é uma delas.

 

O grande volume de dados gerados todos os dias, em qualquer organização, criam a necessidade não só de um sistema que organize todas essas informações, mas também de um profissional que saiba lidar com esses dados valiosos. Por isso o analista de Business Intelligence está cada vez mais requisitado.

Nesse post falaremos sobre a carreira desse profissional e quais as principais competências que ele precisa desenvolver para obter sucesso. Confira!

 

o que é um analista de BI

 

O QUE UM ANALISTA DE BI FAZ?

Antes de falar sobre as competências, é importante saber quais as principais responsabilidades de um analista de business intelligence.

Praticamente todas as organizações dependem de informações estratégicas para conduzir seus negócios, se posicionar no mercado, conquistar novos clientes e reter clientes antigos. Essas informações, por sua vez, precisam chegar nas mãos dos respectivos gestores e responsáveis de forma fácil e prática. É aqui que entra o analista de inteligência de negócios.

É esse profissional que transformará as fontes de dados e informações em relatórios acessíveis, facilitando a tomada de decisão dos gestores da empresa. De forma simplificada, o trabalho de um analista de BI é orientar o caminho de outros profissionais da empresa através do fornecimento de um conjunto de informações estratégicas.

Partindo da análise de dados, o profissional de BI define novos padrões e melhores processos de desenvolvimento. Além disso, também identifica novas bases de dados que serão fontes valiosas de informação para o crescimento do negócio.

As maiores responsabilidades do analista de BI são: garantir a qualidade dos dados e das integrações de diversas fontes, gerar relatórios consistentes e automatizar processos documentais para uso frequente.

 

 

QUAL A FORMAÇÃO DE UM PROFISSIONAL DE BUSINESS INTELLIGENCE?

O profissional de BI possui formação mista. Apenas a compreensão tecnológica e de sistemas não é mais suficiente, é necessário também possuir conhecimentos de processos e gestão. Ou seja, o ideal é ter uma formação que mescle conhecimentos técnicos com conhecimentos de negócios.

É importante ter conhecimentos básicos de administração, processos, finanças e contabilidade, pois provavelmente em algum momento da carreira o profissional irá se deparar com esses temas: seja para desenvolver novos relatórios, seja para correlacionar informações, ou ainda para fornecer insights mais assertivos aos gestores.

Quanto melhor for a visão holística do negócio, maiores as chances de sucesso nos projetos desenvolvidos. Ademais, a visão de processos e de gestão ajuda muito no entendimento da própria solução – tanto para seu desenvolvimento quanto para sua utilização.

Na prática, quando dizemos que o profissional de BI possui formação forte em Gestão e em Informação, queremos dizer que ele tem conhecimentos em:

  • Arquitetura de Business Intelligence;
  • Tecnologias para gestão da informação;
  • Processos de extração e tratamento da informação e;
  • Gestão de pessoas.

De maneira geral os profissionais dessa área possuem formação acadêmica em Engenharias, Sistemas de Informações e cursos relacionados à Tecnologia da Informação. No entanto, esse background acadêmico não é um pré-requisito engessado para se tornar um bom analista.

Além dos cursos universitários, um dos meios mais viáveis e aceitos de compreender os conceitos básicos de BI é através de certificações. Existem diversos programas que oferecem certificações da área, seja online ou presencial, e muitas vezes essas especializações podem ser inclusive mais vantajosas.

 

QUE COMPETÊNCIAS UM BOM ANALISTA DE BI PRECISA TER?

Entusiasmo, foco, paciência e dedicação são apenas algumas características básicas de um bom analista de BI. A seguir apresentamos 4 habilidades que são essenciais para qualquer um que queira construir uma carreira nessa área:

 

#1. VONTADE DE APRENDER

O mercado de business intelligence não é algo estático, está em constante mudança. Todo dia novas atualizações são feitas, novas ferramentas são criadas, os softwares com os quais a empresa trabalha podem ser mudados, e por aí vai.

Por isso, um bom analista precisa ter em mente que sua carreira é dinâmica. Estar antenado no mercado é fundamental para realizar um bom trabalho e ganhar vantagem competitiva. E esse é um trabalho que não vem de mão-beijada: depende do profissional a busca por novos conhecimentos e qualificações. Nesse sentido, podemos dizer que um analista de BI de sucesso tem um perfil proativo e auto-didata.

 

#2. SABER CONCILIAR TEORIA E PRÁTICA

Teoria e prática são os dois pilares básicos e imprescindíveis da aprendizagem. No dia-a-dia, o analista de BI terá que responder perguntas como:

Como essas informações podem e devem ser coletadas? Como essas informações devem ser tratadas e armazenadas? Quais são as ferramentas apropriadas para cuidar dessas informações? É possível consolidar informações provenientes de diferentes origens? Como desenvolver processos eficientes e automatizados? Como garantir a governança desses dados? (…)

Por isso, ter um profundo conhecimento teórico da inteligência de negócios é essencial. Mas tão importante quanto isso é saber aplicar os conceitos na prática e rotina dos negócios.

 

#3. TER BOA BASE EM MATEMÁTICA E RACIOCÍNIO LÓGICO

O profissional que possui conhecimentos matemáticos e bom raciocínio lógico costuma ter facilidade em resolver problemas – o que é algo bem comum de acontecer ao longo de projetos de BI.

Além disso, esses conhecimentos podem auxiliar o profissional na hora de estabelecer relações entre os dados, fórmulas e funções para definir os seus modelos.

 

#4. BOM CONHECIMENTO EM TECNOLOGIAS DE BANCO DE DADOS

É essencial que o profissional de BI conheça muito bem os conceitos de banco de dados e modelagem. O Data Warehouse (DW) é um dos principais pilares que está por trás da inteligência de negócios, e um dos passos iniciais para o desenvolvimento dos projetos.

 

DICAS PARA IR ALÉM

Se você quer se tornar um ótimo analista de BI, aqui vão algumas dicas:

APRENDA INGLÊS: o domínio da língua inglesa é importante independente da empresa na qual você for atuar ser uma multinacional ou não. Isso porque as grandes ferramentas de BI do mercado (como o QlikView, Power BI, e Tableau) são estrangeiras e disponibilizam manuais, fóruns e outros conteúdos na língua inglesa. Quanto maior a familiaridade do analista com o inglês, maior sua liberdade para aprender mais sobre as ferramentas e buscar respostas e informações sobre.

 

DOMINE O EXCEL: saber lidar com essa ferramenta é essencial, pois muitas vezes ela será uma boa aliada à sua estratégia de análise de dados.

 

PESQUISE BASTANTE SOBRE METODOLOGIAS DE DESENVOLVIMENTO: essas metodologias serão de extrema utilidade para otimizar seu trabalho.

 

ENTENDA O BÁSICO DE PROGRAMAÇÃO: não é necessário ser um grande desenvolvedor para ser um analista de BI, mas você precisará entender algumas linguagens de programação como o JavaScript por exemplo. Se sua formação acadêmica não compreender essa questão, busque-a em certificações e cursos a parte.

 

GOSTE MUITO DE TECNOLOGIA: por último, mas não menos importante: goste MUITO de tecnologia e entenda de tecnologia. Se você não possui essa característica, provavelmente a carreira de business intelligence não é pra você.


Gostou das nossas dicas e acha que essa carreira é pra você?

Então envie seu currículo para [email protected]!

Te avisaremos quando tivermos com oportunidades abertas 🙂


 

Please follow and like us:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *